Terças de Chocolate

Atenção: Spoilers Abaixo

Lost – 6×01 e 6×02: LA X [Final Season Premier]

Não existem muitas coisas no mundo que me emocionem tanto quanto um roteiro bem escrito, e a season premier de Lost realmente me emocionou. A maior pergunta do final de temporada foi se o botão de reset teria funcionado, e a resposta vem logo no começo do episódio…ou quase. Uma das características que eu mais gosto da 5ª temporada é o arco “fora da ilha” contrastando com o “na ilha”. Neste último ano, os produtores vão além: temos o arco “realidade dos que caíram na ilha” e “realidade dos que não caíram na ilha”. Claro, partindo do pressuposto que a combinação “bolsão de energia + bomba de hidrogênio = realidade alternativa”. De acordo com o Dr. Bishop, de Fringe, um déjà vu seria uma “lembrança” de um mundo paralelo; e Jack quase reconhece Desmond no avião. Mas, independente de ser uma realidade alternativa, acho que a pergunta principal é: “Em algum ponto, os personagens da ilha e fora da ilha irão se tornar apenas um?”

Todos os rastros da ilha foram apagados na nova realidade; até os números não são mais malignos. Todos os personagens estão vivos e continuam normalmente com suas vidas – desde Jack lidando com a morte de seu pai e Kate sendo presa pelo FBI até John na cadeira de rodas e Charlie com seu vício em drogas. Até então eu concordava com o Homem de Preto/John Locke. Todos que caíram na ilha tinham vidas patéticas, e a ilha lhes proporcionou uma nova chance. No entanto, na segunda parte do episódio temos uma amostra de que os protagonistas podem mudar o sentido de suas vidas para melhor. Uma amostra que, de fato, nada é irreversível. E fica claro que não importa onde os passageiros do vôo 815 estejam, suas vidas estão destinadas a se cruzar.

Enquanto isso, a tragetória dos personagens na ilha não mudou muito, a não ser que a diferença no tempo continuo foi acertada. Todos continuam onde estavam, o que infelizmente também significa que Juliet caiu no poço do bolsão de energia, ficou presa entre escombros metálicos e acabou morrendo (Elizabeth Mitchell deixou a ilha para lutar contra extraterrestres em V). Sun e Lapidus estão com Os Outros e com o Homem de Preto/John Locke. Podemos não saber todos os segredos do Monstro de Fumaça, mas pelo menos descobrimos sua “identidade”. Também, que a única coisa que parece poder pará-lo são cinzas de algum tipo. Para salvar a vida de Sayid, Hurley segue o plano do falecido Jacob e convence seus amigos a levá-lo ao templo. Lá conhecemos o que parece ser uma segunda parte dos Outros, e é nesse ponto que são criadas a maioria das pergundas desse grandioso começo de temporada.

A lista contém apenas o nome de Sayid ou também de todos os outros protagonistas que estão no templo?

Consequentemente, somente a morte de Sayid pode trazer um final infeliz para aquelas pessoas ou a morte de Kate ou Hurley pode levá-los ao mesmo caminho?

Por que a fonte aparentemente curadoura não funciona mais?

Sawyer acreditou em Miles/Juliet quanto a afirmação que o reset funcionou?

Por que o pessoal do templo tem medo do Homem de Preto/John Locke/ Monstro de Fumaça?

Foi Sayid que ressuscitou ou Jacob está usando seu corpo?

Lost começa respondendo algumas perguntas e deixando muitas outras. E é isso que faz a trama dos sobreviventes ser tão boa e fãs como nós obcecados por diversas teorias. Bem vindos de volta a ilha.

Anúncios

4 Responses to Terças de Chocolate

  1. L.L disse:

    Quanto ao referido “déjà vu” do Jack, nao foi um déjà vu, visto que o Jack realmente conhecia o Desmond, antes mesmo de te – lo visto na ilha. Eles se encontraram em um certo episodio, no estadio de beisebol(?).

    ademais, o blog esta ótimo.

  2. camilapicheth disse:

    Verdade, eles já haviam se conhecido. Mesmo assim, ainda acredito que ele tenha um “feeling” do que eu acredito ser a outra realidade.

  3. Rodrigo Napoli disse:

    Acho que a questão da cor da água fica óbvia pelo fato do Jacob ter morrido, por isso mesmo a cura não funcionou. Além disso os “outros” aparentam ser protegidos pelo Jacob, em sua ausência a fumacinha cai de pau.
    Parabéns pelo Blog, vou acompanhar e dar meus pitacos

  4. […] lugar do mundo. Aquele “feeling” sobre a possível outra realidade que percebi em Jack em LA X se repete com Kate, que claramente reage ao nome de Aaron. Quanto ao Sawyer, ele precisava de um […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: