Atores de ER em Séries Sci-Fi

16/12/2011

Durante um bom tempo fui super fã de ER, assistindo na integra suas 15 temporadas. Por isso achei interessante o fato de vários rostos conhecidos do drama(principalmente as mulheres) estarem aparecendo cada vez mais em programas com temática sci-fi. Comecei a perceber o padrão com Alex Kingston, que interpretou a Dra. Elizabeth Corday durante sete anos. Foi uma surpresa quando ela apareceu em Doctor Who como River Song, uma personagem complexa que está crescendo na série desde que apareceu pela primeira vez na quarta temporada. Kingston também participou de três episódios de FlashForward. Desde 2006, Doctor Who possui um spin-off chamado Torchwood. Depois de três temporadas inglesas, o canal Starz entrou como co-produtor da série trazendo-a para os EUA. Nessa quarta temporada americana, podemos encontrar Dr. Greg Pratt (Mekhi Phifer) como parte do elenco principal e a Dra. Amanda Lee (Mare Winningham) em um episódio.

A personagem de Winningham entrou em ER substituindo a Dra. Kerry Weaver como chefe de emergência. Weaver era interpretada por Laura Innes, que alguns anos mais tarde entraria emThe Event como líder de um grupo secreto. Na série médica, Innes contracenava também comLisa Vidal, que fazia a parceira gay de Weaver. No entanto, quem fez a personagem perceber que era homossexual foi a psiquiatra Kim Legaspi feita por Elizabeth Mitchell, que depois ficaria conhecida por LOST e V. Assim como a personagem de Mitchell fazia parte da resistência contra um ataque extraterrestre em V, o personagem de Noah Wyle faz o mesmo em Falling Skies. Antes de ser um combatente, ele era o Dr. John Carter, um dos doutores mais famosos – participando de 254 dos 331 episódios produzidos.

O canal SyFy ficou com três atrizes ex-ERMing-Na, a qual fazia a Dra. Jing-Mei “Deb” Chen, fez parte das duas temporadas de Stargate Universe e agora faz algumas participações em Eurekacomo a senadora Wen. Em Warehouse 13, série que já fez dois episódios crossover com Eureka, encontramos C.C.H. Pounder como a misteriosa Mrs. Frederic. Ela entrou em ER logo na primeira temporada como a Dra. Angela Hicks, permanecendo por três anos. A terceira atriz que pertence ao canal é Emily Rose, a qual protagoniza a série em que pessoas desenvolvem habilidades especiais na cidade de Haven. Ela fez parte apenas da última temporada de ER como a Dra. Tracy Martin. Para finalizar, temos Parminder Nagra aka Dra. Neela Rasgotra durante cinco temporadas. Nagra ainda não faz parte oficialmente do grupo de doutores que viraram viajantes do tempo ou resistência contra aliens, mas irá fazer a partir de 2012 quando estrear Alcatraz, a nova série de J.J. Abrams.

De fato os papeis femininos com características fortes estão ganhando mais destaque no universo da ficção científica, e as boas atrizes que já passaram por quarentenas, tiroteios, morte de entes queridos e as mais criativas emergências não perdem tempo. Sci-fi é um ótimo jeito de se contar histórias, pois é possível se falar a verdade sobre a sociedade sem uma repercussão defensiva da mesma. Além de se poder explorar várias possibilidades e teorias que em outros gêneros não funcionariam. Vocês acham que os ex-doutores estão fazendo um bom trabalho contando essas tramas fantásticas?


Warehouse 13 – 2×04: Age Before Beauty

02/08/2010

Depois de escritores tramando contra o armazém, super heróis e filmes vivos, temos modelos envelhecendo rapidamente, desfiles ao som de Lady Gaga e uma perspectiva maior sobre as principais personagens femininas.

Spoiler Alert!

Após uma breve luta de espadas em Gales (pra mim Cardiff = Torchwood) e a desmistificação da história do Rei Arthur e Merlin (mas não do Santo Graal), Pete e Myka recebem sua nova missão. O que começou com uma velhinha com silicone morta (claro que o Pete ia rastrear o número impresso no implante. Algumas garotas brincam de Barbie, outras assistem CSI) virou Myka sendo infiltrada na Fashion Week de New York para encontrar o artefato com propriedades de envelhecimento. Em estilo Miss Simpatia, ela entra para o evento, levando Pete como seu assistente.

Enquanto isso, Artie e Claudia os ajudam com informações via Farnsworth. Durante o trabalho, o assunto Todd surge, levando Artie e Claudia a terem a melhor conversa embaraçosa de todos os tempos. Cada vez mais, Artie tem se tornado um pai para a joven freakazoid, e esse episódio marca um novo passo na relação entre os dois.

A trama então foca nas inseguranças de Myka e Claudia, que embora sejam brilhantes em seus respectivos trabalhos, ambas não sabem lidar muito bem com sua vida pessoal. Adorei como Pete ajudou Myka nesse assunto, assim com Artie fez com Claudia (ou pelo menos tentou).

No final, Myka passa por um sério caso de progeria causado pela câmera fotográfica do surrealista Man Ray, mas Pete, Artie e Claudia conseguem rejuvenescê-la, recuperar o artefato e dar um fim poético para o homem atrás das lentes.

Então lembrem-se: fiquem desconfiados com câmeras antigas e não peçam chilli com cebolas extras em seu primeiro encontro.

E que venha o crossover Warehouse-Eureka! Allons-y!

Recap também disponível em inglês no Spoiler TV


Warehouse 13 – 2×03: Beyond Our Control

27/07/2010

Imagens de filmes ganhando vida própria. Aconteceu em Charmed, Torchwood e agora Warehouse 13 cria sua versão do tema.

Spoiler Alert!

Aparentemente, não são somente suas cartas e compras pela internet que podem ser extraviadas pelo correio, mas um artefato também. Quando um super projetor de imagens em 3D é achado no armazenamento do correio de Univille, a cidade vira palco dos filmes de Raymond St. James. Após serem atacados por um gladiador e alguns cowboys (sem contar os fuzileiros e o detetive noir de passagem), a equipe Warehouse consegue localizar o artefato graças a mais um um oferecimento Tecnologias Donovan (mais para uma alteração Donovan). Acontece que artefato combinado com microondas e mais alguns blá blá blá técnicos resulta em perigo para todos – principalmente quando o Dr. Doomsday resolve detonar uma bomba. Usando outra parte do mesmo artefato, a imagem de Artie literalmente salva o dia.

Enquanto isso, na sede do armazém, a Srt. Frederic chama especialistas para tratar de Lenna. Com a ajuda de uma bola de âmbar, os ecos da pérola da sabedoria são apagados; mas não totalmente.

E o que nós aprendemos nesse episódio? 1. A razão da população local odiar o pessoal do armazém (qualquer coisa relacionada com imposto de renda nunca é um bom disfarce) 2. Que há um garoto bonitinho morando na cidade (relacionamento Todd-Claudia começando em 3,2,1) 3. Que Farnsworth possui uma ala no warehouse (e que objetos nucleares ainda estão ativos – sem preocupações então) 4. Que Pete é um membro indispensável da equipe (como resolver mistérios relacionados a HQs e filmes sem ele?) 5. Que sempre é possível querer rever aquele ator que tentou te matar durante o dia (e com pipoca tudo fica melhor) 6. Que Mark Sheppard é onipresente na televisão (seja em Leverage, Battlestar Galactica, Medium, 24 ou Firefly).

E da próxima vez que você for em um cinema 3D tome cuidado; nunca se sabe quando os personagens podem realmente ganhar vida devido a um artefato. Ou um feitiço. Ou uma ameaça alienígena.

Recap também disponível em inglês no Spoiler TV


Warehouse 13 – 2×02: Mild Mannered

14/07/2010

Agora que McPherson entrou na luz (mais ou menos) e H.G. Wells continua foragida, a vida no Warehouse volta ao normal. Claro, considerando que normal signifique bandidos sendo jogador através de paredes de tijolos, alterações em densidades corporais e um homem vestindo uma roupa roxa de lycra.

Spoiler Alert!

Se o episódio já não fosse incrível pelas altas referências a super heróis e histórias em quadrinhos, ainda temos Jewel Staite e Sean Maher como convidados especiais (posso ouvir um “yeah” dos fãs de Firefly?).

Enquanto Claudia e Leena reforçavam a vigilância do Warehouse e tentavam resolver a discussão do roubo de identidade, Artie lutava contra as aparições de McPherson. Em Detroit, Myka e Pete investigavam quem estava com o artefato que dava “super poderes” ao seu portador. No final, Claudia vai a Detroit para ajudar a equipe Pete/Myka – com a aprovação de Artie (ou como ela lindamente explicou “Argharghargh Go! Go! Argharghargh”). Alguns artefatos misturados com a “tecnologia original Donovan” tornam Myka uma super heroína (só porque o “uniforme” poderia causar impotência em Pete) e, mesmo com alguns probleminhas (tipo quase criar algo parecido com um buraco negro que sugaria tudo e todos ao seu redor), a equipe consegue isolar o artefato e devolver a Sheldon sua vida normal para ficar junto com Loretta (ótima trama para os que adoravam o casal Kaylee/Simon, certo?). Ah sim, Claudia e Leena resolvem suas diferenças, assim como Artie e o McPherson aparição. Um final feliz para quase todos, uma vez que Leena está sofrendo de possíveis resíduos deixados pela “pérola da sabedoria”.

Também foi divertido ver Myka feliz com suas coisas antigas e Pete super animado com suas coisas novas (principalmente pela edição 46 da HQ do Iron Shadow).  Aposto que Myka teve que sair com aquele cara tatuado de Detroit para conseguir a edição.

P.S. É claro que o místico Rasputin tinha alguma coisa a ver com o Warehouse (bem, não ele diretamente). O cara é totalmente material do Warehouse!

Recap também disponível em inglês no Spoiler TV


Warehouse 13 – 2×01: Time Will Tell [Season Premiere]

08/07/2010

É isso aí, pessoal. Warehouse 13 está de volta com artefatos legais, alterações na abertura (adoro séries que se dão o trabalho de mexer na abertura a cada temporada) e uma nova super personagem.

Spoiler Alert!

A trama continua do ponto que terminou na temporada passada; com McPherson fugindo do Warehouse e Artie sendo consumido pelas chamas. Mas, como esperávamos, Artie tinha uma carta na manga, ou melhor, uma fênix no bolso. A partir de então, Artie vai atrás de Claudia, a qual está indo para o CERN e Myka e Pete fazem 3 descobertas de explodir a cabeça: 1) Outra pessoa foi “desbrozeada” 2) Essa pessoa é H.G. Wells 3) H.G. Wells é uma mulher! E quem melhor para interpretar uma mulher vitoriana com idéias inovadoras muito além de seu tempo? Jaime Murray (aka Lila Tournay de Dexter)!

Então Wells leva Pete e Myka até uma armadilha de antigravidade e foge com sua criação de imperceptibilidade; Artie e Claudia encontram Joshua no CERN e perdem McPherson, que foge com uma mala com antimatéria; e todos voltam para o Warehouse: McPherson e Wells para entrar no criativo cofre de Escher e Pete, Mika, Cladia e Artie para impedí-los. No final, Wells mata McPherson e some após recuperar seu medalhão e anel, Srta. Frederic descobre que Leena estava sendo controlada pela “pérola da sabedoria” e Claudia volta para o time Warehouse e ganha o Farnsworth do próprio Farnsworth.

Sim, a história é ótima, mas o que realmente me faz vibrar com essa série são as referências a filmes, livros, citações épicas (Boom goes the dynamite/ I could’ve been a scientist) e versões alternativas da história. E quanto a H.G. Wells, antes de tachá-la de grande vilã, vamos analisar seu ponto de vista. Ela possui uma mente extremamente criativa, escreve livros fantásticos e não pode usufruir do estrelato? Se eu tivesse escrito A Máquina do Tempo, A Ilha do Dr. Moreau, A Guerra dos Mundos, O Homem Invisível e meu irmão levasse a fama, também estaria muito brava. Sem contar que, por motivos ainda não revelados (e aposto que são injustos), ela fica consciente e imóvel durante 64 anos. Desculpe Artie e cia, mas minha simpatia está do lado da gloriosa Srta. Wells. E quem mais está super curioso para saber o que ela estava escrevendo no final do episódio? Seria um plano infalível para derrubar aqueles que a aprisionaram ou o livro mais genial já escrito? Quem sabe os dois?

Só digo uma coisa: Warehouse 13 é a única série em que o fato de H.G. Wells e Pete se beijarem não é algo bizarro nem gay.

Recap também disponível em inglês no Spoiler TV


Warehouse 13: O que podemos esperar da 2ª temporada

06/07/2010

O produtor executivo e roterista Jack Kenny revelou algumas informações sobre a nova temporada de Warehouse 13. Ele diz ter muitas coisas legais planejadas, então vamos lá.

Spoiler Alert!

No final da temporada, tivemos MacPherson orquestrando seu plano maligno e explodindo o túnel do Warehouse, com o Artie dentro! Mas não se preocupem, Saul Rubineck voltará; a pergunta é como. “Ele poderá voltar como um fantoche de dedo, nunca se sabe”. E assim como Artie, a personagem rock ‘n’ roll Claudia também está de volta, e em todos os episódios! Kenny diz que Claudia e Artie são uma equipe essencial, e que em certo ponto da trama, ambos vão em busca de um artefato enquanto Pete e Myka estão fazendo outras coisas.

Por falar de artefatos, podemos esperar muitos outros objetos legais durante os episódios. Teremos um que envelhece 60 anos jovem garotas em um instante, um que causa troca de corpos, um que dá a mulheres controle absoluto sobre homens, uma bengala que causa terremotos e um objeto que dá super força para uma equipe colegial de wrestling (aparentemente, esse episódio será eletrizante para os fãs de Mika e Claudia). E para o episódio com a participação de Sean Maher e Jewel Staite (Firefly), temos um artefato que lhe dá super poderes, ou algo que se assemelha a super poderes.

Também descobrimos mais sobre a origem dos armazéns. Kenny escreveu uma vasta história sobre eles, tendo o primeiro na época de Alexandre, o Grande. Ele diz que o armazém 9 (durante o Império Otomano) será citado, e que visitaremos  o número 2 no Egito (e que esse terá grande envolvimento no season finale).

Não somente sobre os armazéns que aprenderemos mais, mas também sobre a história da Sra. Frederic e do próprio Artie.”Vamos descobrir qual é o seu passado com a NSA. No episódio 9, descobrimos exatamente a razão pela qual ele foi preso por traição, e como ele chegou até a Sra. Frederic”, afirma Kenny. No natal, irá ao ar um episódio que também trata sobre passado de Artie.

Quanto ao relacionamento Pete/Myka, teremos alguns obstáculos. Nessa temporada, Pete terá dois interesses amorosos. Um com uma agente do serviço secreto, com a qual ele já tinha um certo relacionamento antigamente. O outro é com a veterinária Kelly Hernandez (Paula Garces, de The Shield), pela qual Pete irá se apaixonar. E como fica Myka? Só a nova temporada pode responder.

A premiere da temporada acontece hoje na programação americana \o/.


Promo: Warehouse 13 (com Jewel Staite)

09/06/2010

A série mais popular do canal SyFy volta com mais mistérios, aventuras, objetos sobrenaturais e parte do elenco de Firefly! Já foram confirmadas as presenças de Sean Maher (Simon), Jewel Staite (Kaylee) e Gina Torres (Zoe) na nova temporada de Warehouse 13.
No promo do 2º ano, Staite aparece rapidamente, o que é suficiente para os fãs de Firefly.

Será que Nathan Fillion, Summer Glau e Morena Baccarin vão dar uma pausa em Castle, The Cape e V para aparecer no seriado? Difícil, mas em Warehouse 13 nada é impossível.
A série volta no dia 6 de Julho, tendo um crossover com Eureka no dia 3 de Agosto.