Midseason Premieres 2010: Pretty Little Liars

10/06/2010

Spoiler Alert!

Possuo a habilidade de conseguir assistir coisas ruins, mas esse piloto foi além dos meus poderes. Logo nos primeiros dois minutos, eu queria desligar e jogar o arquivo fora. No entanto, se eu tivesse feito isso, não poderia dizer com toda certeza que Pretty Little Liars é ruim!

Muita gente vai abandonar a série antes da abertura, simplesmente porque o desaparecimento de Alison é ridículo; tanto a situação quanto as atuações. O roteiro (previsível) segue ambientando o telespectador com as histórias das quatro personagens principais um ano depois do acontecido: a garota que volta para a cidade e, por acidente, acaba se envolvendo com seu professor de inglês (numa trama muito Meredith/Derek primeira temporada); a patricinha que rouba produtos de lojas para lidar com seus daddy issues (sua mãe é Laura Leighton – Sydney de Melrose Place 2009); a toda certinha que está de olho no namorado da sua irmã; e a atleta que faz ‘amizade’ com a nova moradora da casa de Alison.

Durante o episódio, as garotas recebem mensagens de uma “A”, revelando segredos pessoais de cada uma. Elas ficam chocadas quando Alison é supostamente achada morta na sua antiga casa. A história fica um pouco mais interessante no final, mas não acho que compense pelas personagens que não condizem com suas idades, o suspense mal colocado e a grande pergunta: Por que ser amigas de Alison se ela era such a bitch?

Para não dizer que o seriado é de todo o ruim, vale ressaltar que a trilha sonora é boa e a abertura interessante. Tendo isso dito, acho que a Holly Marie Combs (Charmed) poderia ter arranjado um papel melhor em uma série melhor para o seu retorno.