Sextas de Nozes

24/02/2010

Atenção: Spoilers Abaixo

Smallville – 9×12: Warrior/ 9×13: Persuasion

Smallville definitivamente é uma das séries mais irregulares da atualidade. Ela pode ter uma narrativa complexa e sólida, como em Absolute Justice, ou pode apresentar uma trama mal construída, como nos episódios 12 e 13. Warrior teria sido uma boa história, o problema foi que gastou-se muito tempo numa trama secundária e em um acontecimento desnecessário (o beijo entre Zatanna e Clark). Dessa forma, a resolução do evento principal (a transformação do herói em vilão e a remoção de seus poderes) foi feita de maneira rápida demais. Já em Persuasion, a confusão do dia foi causada por… fragmentos de pedras de meteoro (uau! Super original!). A partir de então, nada muda e os clichês do seriado continuam. Chloe é hipnotizada para proteger Clark, “mesmo que seja dele mesmo”; Zod não confia em Tess; Clark não confia em Tess;  Tess luta com uma das mulheres da série; Clark quase mata Tess; Zod e Clark divergem suas opiniões sobre justiça; e Lois fica com a parte cômica. Os dois únicos “grandes” feitos do episódio foi que Clark finalmente destruiu a torre de Zod (demorou) e que foi revelado o assassino de Jor-El (não acho que alguém estivesse morrendo de curiosidade). Na minha opinião, o que valeu dos episódios foi ver Lois como um Stormtrooper e dançando no vestido de noiva.

Anúncios

Sextas de Nozes

11/02/2010

Atenção: Spoilers Abaixo

Smallville – 9×11 : Absolute Justice [Tele-Movie]

São episódios como esse que me lembram porque eu continuo assistindo Smallville. As Histórias em Quadrinhos possuem grande valor cultural e histórico mas, ao passar dos anos, muitas tramas e personagem acabam perdidas no tempo. Achei ótima a decisão de resgatar esses super-heróis da década de 40 e colocá-los em um ambiente atual. O episódio lembra muito o filme Watchmen em vários aspectos. Além da atmosfera, tanto o filme quanto o episódio são mais focados em contar uma história de heróis, uma vez distante de seus dias de glória e de uma forma ou de outra corrompidos, tentando combater o crime novamente. As cenas de ação são limitadas, o que serviu para o propósito de incluir esses novos personagens. E, para ficar melhor ainda, Pam Grier (a.k.a Jackie Brown) encarna Amanda Waller, uma estrategista e chefe de duas organizações (Suicide Squad e Checkmate). Tess Mercer, sempre metida no lado negro da força, aparentemente está envolvida com a Checkmate, e provavelmente continuará uma pedra no sapato de Clark e cia. Espero que Waller cresça na história, porque tendo somente Zod como “antagonista” já ficou chato.