True Blood Minisodes

14/06/2010

A HBO lançou seis minisódios de True Blood como parte do marketing pré terceira temporada. No entanto, é interessante assisti-los novamente com o conhecimento do primeiro episódio do novo ano. Eles servem como mini-flashbacks, revelando desde o teste da nova dançarina do Fangtasia até momento em que Jessica conhece sua vítima.

Minisode 1: Eric & Pam

Minisode 2: Jessica

Minisode 3: Sookie & Tara& Lafayette

Minisode 4: Sam

Minisode 5: Bill

Minisode 6: Jason


True Blood S3: Sinopses

08/05/2010

A HBO liberou as sinopses dos 3 primeiros episódios da terceira temporada de True Blood. Confira:

Major Spoiler Alert!

3×01: “Bad Blood”
Sookie pede ajuda de Eric para achar Bill; Andy insiste para que Jason continue no caminho certo; Sam reconecta com seu passado; Tara procura refúgio para seu sofrimento.
Data de Exibição (EUA): 13 de Junho

3×02: “Beautifully Broken”
Russell Edginton, o Vampiro Rei de Mississippi, inventa um plano para consolidar seu poder; Eric lembra de seu passado; Sam testa a força de seus laços de família; Tara encontra um aliado no sombrio vampiro chamado Franklin Mott.
Data de Exibição (EUA): 20 de Junho

3×03: “It Hurts Me Too”
Na procura por Bill, Sookie vai até Jackson (Mississippi) acompanhada por Alcide, um lobisomem guarda-costas contratado por Eric para protegê-la; Jason é distraído de seus exames da polícia; Bud chega ao limite da sua paciência; Arlene lida com notícias inesperadas; Franklin encanta Tara e tira Jessica de problemas; Eric dá um presente para Lafayette; Bill é assombrado por visões do passado e se compromete a uma surpreendente fidelidade.
Data de Exibição (EUA): 27 de Junho

Fontes: True Blood Net/ Spoiler TV


Renovações da CW

16/02/2010

O canal renovou 5 seriados para continuar em sua programação. Vampire Diaries, o hit da temporada e a série mais assistida da CW, irá voltar para um segundo ano. Boa notícia para os fãs de Stefan, Elena e Damon.

Falando do sobrenatural, outra série que continuará no canal é Supernatural; contrariando o que muitos pensavam. As séries teen 90210 e Gossip Girl também estão fora de perigo e retornando para a terceira e quarta temporadas respectivamente.

E para fechar o pacote de renovações, Tyra Banks anunciará novas top models nos ciclos 15 e 16 de America’s Next Top Model.


Séries para Leigos: Joss Whedon e a Dollhouse

21/01/2010

Antes que cientistas japoneses pensassem em criar o sangue sintético, e que Sookie, Bill e companhia tomassem conta do mundo vampiresco, Joss Whedon já havia feito sua fama com Buffy – A caça vampiros e Angel.

Parte do sucesso de suas criações se dá pela filosofia por trás de cada série. Buffy não era apenas uma garota loira que caçava vampiros, mas uma adolescente feminista que combatia analogias de um mundo real. Assim como Angel não era apenas um vampiro renegado matando sua própria raça, mas uma metáfora ambulante de redenção que andava na fina linha da ambigüidade moral e ética. Os tripulantes de Firefly também não ficam de fora, mostrando a vida de pessoas que estão do lado perdedor de uma guerra civil.

Depois de cinco anos afastado da televisão, Whedon junta novamente sua criatividade e filosofia e estréia a série Dollhouse. Agora a pergunta é: “E se houvesse uma tecnologia capaz de apagar apersonalidade de uma pessoa e trocá-la por outra?” No novo mundo de Whedon existe. A trama gira em torno da ativa Echo (ativos são pessoas que tem suas personalidades apagadas e são “reimprimidos” com novas personalidades para realizarem as mais diferentes missões), que conforme os episódios vão passando, é provado que há muito mais por trás daquela aparente boneca vazia.

Na série da caça-vampiros, existia o chamado “monstro da semana”. Isso envolvia um novo demônio a cada episódio, enquanto uma trama maior era desenvolvida em segundo plano. Em Dollhouse acontece a mesma coisa. A cada episódio, Echo recebe uma nova personalidade e missão, sempre desenvolvendo um arco maior no pano de fundo.

Joss Whedon adora o tema de ambigüidade e Dollhouse explora bastante esse assunto, debatendo sempre se é correto ou não dar às pessoas o que elas precisam usando os ativos.

Talvez por ser filho de dois grandes roteiristas se sitcoms, o criador da série sempre acha um jeito de colocar humor dentro da história, seja por personagens naturalmente mais cômicos ou por situações impostas.

Entre todas as similaridades com as séries passadas, a maior delas é a protagonista de Dollhouse: Eliza Dushku. Os fãs mais antigos de Whedon a conhecem como a caça vampiros Faith, quefez parte de Buffy a partir da terceira temporada da série (e participações especiais em Angel). Mas Dushku não é o único nome conhecido. Amy Acker (Fred, de Angel) faz parte do elenco secundário, Felicia Day (Vi, da última temporada de Buffy) participa do último episódio do seriado e Summer Glau (River Tam, de Firefly) que irá fazer uma participação na segunda temporada.

Quando Buffy estreiou, ela teve apenas 12 episódios, e Dollhouse não fica longe disso. A nova série possui uma primeira temporada de 13 episódios, com um final de temporada fantástico, lembrando o universo de Firefly.


Séries para Leigos: True Blood

20/01/2010

A garçonete Sookie Stackhouse sempre levou uma vida pacata em Bon Temps, Louisiana. Porém, tudo muda quando numa tranqüila noite, o vampiro Bill chega à cidade.

Os seriados “Buffy – The Vampire Slayer” e “Angel” foram por muito tempo as referências vampirescas da televisão. Em setembro de 2008, a caçadora e o vampiro renegado são substituídos por uma trama mais obscura e polêmica, com a nova série de Alan Ball, “True Blood”.

Quando cientistas japoneses (um povo muito criativo) criam o sangue sintético, a sociedade de vampiros pode finalmente “sair do caixão” e reivindicar seus direitos civis. Agora que vivem entre os seres humanos, eles são tratados com o mesmo preconceito que um dia os negros sofreram e que os homossexuais ainda combatem. Enquanto vampiros políticos lutam por igualdade, o vampiro Bill Compton luta por seu relacionamento com Sookie. Mas a trama não se resume apenas em atos amorosos e políticos. Possui também mistérios, intrigas, metamorfos e, principalmente, assassinatos.

Alan Ball já era conhecido no mundo das séries por “Six Feet Under” (“A Sete Palmos”), seriado igualmente controverso e sombrio, que relatava o dia a dia de uma família que possuía uma casa funerária. “True Blood” é baseado nos livros da escritora Charlaine Harris, e a primeira temporada foi inspirada em seu primeiro livro: “Dead Until Dark”. A história da garçonete já conquistou vários fãs mundo afora e pode ser considerada, junto com “Fringe”, a melhor estréia da temporada. A protagonista Anna Paquin (Vampira, de “X-Men”), que interpreta a humana Stackhouse, ganhou o Globo de Ouro por melhor atriz em série dramática, vencendo Sally Field (Brothers & Sisters) e Mariska Hargitay (Law & Order: SVU).

O seriado pode parecer meio trash a princípio, mas isso é mais um elemento que torna “True Blood” a obra prima que é.